Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

Os benefícios espirituais do jejum e da caridade

Descrição: Breve explicação de dois dos cinco pilares do Islam, incluindo as razões para o seu elevado status e as vantagens espirituais de praticar integralmente estes atos de adoração.

Por Aisha Stacey (© 2016 NewMuslims.com)

Publicado em 12 Jan 2020 - Última modificação em 25 May 2016

Impresso: 2 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 322 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Atos de Adoração > O Jejum


Objetivos:

·       Entender a sabedoria por trás da legislação do sawm e do zakat e alguns dos benefícios espirituais que são atribuídos a eles. 

Termos em árabe:

·       Du’a – Súplica, prece, pedir a Allah.

·       Hadith – (plural – ahadith) é um relato ou história. No Islam se refere a um registro narrativo dos ditos e ações do Profeta Muhammad e de seus companheiros.

·       Hadith Qudsi – É a narração (hadith) de uma mensagem de Allah, transmitida nas palavras do Profeta Muhammad; usualmente trata de temas espirituais ou éticos

·       Ramadan – O nono mês do calendário lunar islâmico. É o mês em que está prescrito o jejum obrigatório.

·       Salah – Palavra árabe para indicar a conexão direta entre o crente e Allah. Mais especificamente, no Islam se refere às cinco orações diárias formais, é o ato de adoração mais importante. 

·       Sawm – Jejum.

·       Sunnah – A palavra Sunnah tem vários significados segundo sua área de estudo; todavia, o significado que geralmente se lhe atribui é: palavras, ações e aprovações do Profeta.

·        Zakah – Caridade obrigatória. 

Introdução

O jejum e a caridade são dois conceitos muito importantes na religião do Islam. Ambos se encontram entre os cinco pilares do Islam e ambos têm formas voluntárias e obrigatórias. A forma obrigatória de jejum é o que os muçulmanos realizam no mês do Ramadan. Os jejuns voluntários podem ser realizados durante o ano todo (exceto no Ramadan). A forma obrigatória de caridade é conhecida como Zakat, e é uma proporção fixa da riqueza de uma pessoa que se paga anualmente. A caridade voluntária é conhecida como sadaqah. O Jejum e a caridade são combinados frequentemente no Ramadan quando os muçulmanos tentam maximizar as suas recompensas. As regras do jejum e da caridade podem ser encontradas em outros lugares, esta lição é sobre os benefícios espirituais que são obtidos a partir desses atos.

Jejum (Sawm)

“Ó fiéis, está-vos prescrito o jejum, tal como foi prescrito a vossos antepassados, para que temais a Deus.” (Alcorão 2:183)

O jejum é um ato de purificação espiritual; é um ato importante de adoração que foi legislado para aproximar uma pessoa de Allah e permitir-lhe experimentar os benefícios associados à piedade. Ao longo do dia, cada vez que uma pessoa controla sua necessidade de comer ou beber, ela se lembra de Allah. Abster-se de comer e beber é apenas uma dimensão do jejum.

Abster-se de comportamentos errados é outra dimensão que muitas vezes é negligenciada. O Profeta Muhammad (que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse que alguns povos não ganham nada de seu sawm, a não ser fome e sede.[1] Em outro hadith diz que se uma pessoa não renuncia as palavras e ações incorretas, Allah não tem necessidade de que renunciem a comida e bebida.[2] O jejum purifica a mente e ajuda a pessoa a controlar seu ego e seus desejos básicos, além de ensiná-la a modificar seu comportamento e transformar maus hábitos em bons. O sawm também ensina compaixão e empatia para aqueles que não têm comida ou água todos os dias. A paciência, a gratidão e a humildade são qualidades que os muçulmanos se esforçam para aperfeiçoar, e o jejum é uma forma de inculcá-los em nossas vidas diárias.

Jejuar é um ato muito especial de adoração porque é algo que está entre a pessoa que jejua e Allah. Ele disse em um hadith qudsi: “O jejum é para Mim e Eu o recompensarei.”[3]

O du’a da pessoa que jejua não será rejeitado.[4] Portanto deve fazer muito du’a ao jejuar e ao quebrar o jejum, é um ato muito recomendado. Ao quebrar o jejum, Allah seleciona pessoas para que sejam salvas do inferno.[5] O final do jejum também é um dos dois momentos de alegria associados com ele; o outro será quando a pessoa encontrar seu Senhor e celebrar seu jejum exitoso.[6] O jejum é também uma fortaleza forte que mantem a pessoa a salvo do fogo do inferno[7], além disso, no Dia do Juízo, o jejum intercederá pela pessoa.[8]

  Caridade (
Zakah)

“Os fiéis que praticarem o bem, observarem a oração e pagarem o zakat, terão a sua recompensa no Senhor e não serão presas do temor, nem se atribularão.” (Alcorão 2:277)

A palavra Zakat é mencionada aproximadamente 30 vezes no Alcorão e se associa com o salah em quase todos eles. É um grande ato de adoração que, como o jejum, oferece a oportunidade de purificação espiritual; no entanto, o Zakah purifica o coração tanto de quem dá como o do que recebe e separa a pessoa da ganância e mesquinhez que frequentemente se associam à riqueza. Uma pessoa que paga pontualmente seu Zakah sente proximidade com Allah e sua responsabilidade pelos pobres e necessitados. Receber o Zakah é também um direito dado por Allah. A pessoa que recebe o Zakah encontra seu coração purificado da inveja e do ódio que os pobres muitas vezes têm pelos ricos e poderosos. Assim se fortalecem os laços de irmandade.

A palavra zakah literalmente significa "o que purifica", e foi legislado por Allah por várias razões. Distribui a riqueza e fomenta a justiça e a responsabilidade social. O sábio muçulmano Ibn Taymyah disse que a alma da pessoa que dá o zakah é abençoada e também sua riqueza. Dar e receber o zakah tem o benefício espiritual de permitir que uma pessoa sinta a felicidade associada com o prazer, o perdão e as bênçãos de Allah. Enquanto que o zakah pode parecer uma diminuição na riqueza ou capital de uma pessoa, é realmente uma fonte de benção e, como tal, leva a um aumento na riqueza financeira e espiritual. 

Quem estaria disposto a emprestar a Deus, espontaneamente, para que Ele se multiplique infinitamente?” (Alcorão 2:245)

Não pagar o zakah é um grande pecado e, como tal, provoca a ira de Allah. O Profeta Muhammad nos disse que no Dia do Juízo a riqueza de uma pessoa que não foi redistribuída justamente se envolverá no seu pescoço da mesma forma que uma serpente venenosa, morderá suas bochechas dizendo: "eu sou teu tesouro e riqueza."[9] O Profeta Muhammad também nos recorda que é o zakah que ficará entre nós e a calamidade.[10]



Notas de rodapé:

[1] Ibn Majah

[2] Sahih Bukhari

[3] Sahih Bukhari

[4] Al-Bayhaqi

[5] Imam Ahmad

[6] Sahih Muslim

[7] Imam Ahmad

[8] Ibid

[9] Sahih Bukhari

[10] At-Tirmidhi

Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.