Carregando...

Manual do matrimônio Islâmico

Avaliação:

Descrição: O artigo fala sobre os detalhes importantes de um matrimônio islâmico que todo novo muçulmano deve saber antes de se casar.

Por Imam Mufti (© 2012 NewMuslims.com)

Publicado em 22 Dec 2019 - Última modificação em 25 Jun 2019

Impresso: 73 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 3,943 (média diária:: 3)


Objetivos:

·Conhecer o propósito do matrimônio islâmico.

·Aprender o significado e função do wali.

·Entender o critério para selecionar um cônjuge.

·Aprender o regulamento sobre conhecer um possível candidato para o matrimônio e a proposta de matrimônio.

·Conhecer as condições de um contrato de matrimônio islâmico válido.

·Aprender sobre o dote e a festa de casamento.

Termos em árabe:

·Imaan - Fé, crença ou convicção.

·Halal - Permissível.

·Imam - Aquele que dirige a oração.

·Wali - Guardião legal.

·Taqwa - Temor a Allah, piedade, consciência de Deus. Descreve um estado de recordar a Allah sobre tudo que faz.

·Idda - Período de espera para viúva ou mulher divorciada.

·Oração stikharah - Oração para solicitar a orientação de Allah para um assunto.

·Mahr - Dote. Presente nupcial dado pelo esposo a sua esposa.

·Walimah - Festa de casamento.

·Sunnah - A palavra Sunnah tem vários significados segundo a área de estudo; contudo o significado que geralmente se lhe atribui é: palavras, ações e aprovações do Profeta.

O casamento é uma bela instituição. É um laço que une um homem e uma mulher para toda a vida, com o propósito de se amarem e se ajudarem mutuamente, para terem filhos e os educar para serem bons muçulmanos. De fato, através do casamento, um homem e uma mulher muçulmanos, adoram Allah. O Profeta Muhammad disse: “Quando uma pessoa se casa, ela protegeu metade de seu Imaan (fé), então que tema a Deus quanto à outra metade.” (Tabarani)

Os objetivos do matrimônio

1. Buscar descendência e continuar a espécie humana tendo filhos de forma natural.

2. Desfrutar dos presentes de Allah, encontrar companhia, satisfazer seus desejos sexuais e obter o prazer de maneira halal (permissível).

3. Baixar seu olhar, exercitar o autocontrole, preservar a modéstia e ficar longe do que é proibido.

O Profeta de Allah incentivou os muçulmanos a casarem-se, disse: “Os homens jovens entre vocês que tenham possibilidades para se casar, que se casem, pois isso é melhor para baixar vossos olhares e guardar a castidade. Quem não puder se casar, então que jejue, já que o jejum será como uma restrição para ele.” (Sahih Al-Bukhari)

Se uma pessoa não pode exercer o autocontrole e teme fazer algo proibido, então o matrimônio se converte em algo obrigatório.

O Guardião matrimonial (Wali)

A mulher muçulmana necessita de um representante para seu matrimônio, conhecido como wali, para que o ajude com o processo. O pai da mulher muçulmana ou o irmão atuam como seu wali. Para uma nova muçulmana que não tem parentes muçulmanos, o Imam da mesquita deve atuar como seu wali ou ela pode escolher alguém para que seja seu wali e a ajude no processo.

O trabalho de um wali é ajudar uma mulher a se casar, falar com os possíveis pretendentes, indagar sobre suas intenções, fazer as investigações necessárias e aconselhar sobre o que é melhor para ela. O wali serve para ajudar e facilitar o matrimônio com um homem apropriado.

Escolhendo um esposo

O Profeta Muhammad explicou:

“Case-se com uma mulher por quatro razões: por sua riqueza, sua nobre descendência, sua beleza e sua religião. Eleja a que seja religiosa e prosperará.” (Sahih Al-Bukhari)

Em outro belo hadith, ele disse: “O mundo é um prazer passageiro, e o melhor prazer deste mundo é uma esposa piedosa.” (Sahih Muslim)

O Profeta Muhammad aconselhou casar-se com uma mulher religiosa, porque ela ajudará o homem a viver uma vida que agrade a Allah e a manter-se afastado de cair em atividades pecaminosas.

O que buscar em uma futura esposa:

·Taqwa (piedade)

·Natureza carinhosa

·Obediência

·Paciência

·Contentamento

O que buscar em um futuro esposo:

·Taqwa (piedade)

· Renda halal para sustentar sua família

·Conhecimento básico do Islam

·Habilidade para pensar de maneira diferente

·Tolerância e controle da ira

·Responsabilidade

Reunião antes do casamento

É permitido para um homem e uma mulher muçulmanos se reunirem e se conhecerem, verem um ao outro, falar com a intenção de contrair o matrimônio. Porém, devem observar algumas restrições. Não devem se encontrar, não devem namorar, a conversa não deve ter conotação sexual, a intenção de ambos deve ser anunciada e o encontro deve ser com um acompanhante.

O Profeta Muhammad disse:

“Se algum de vocês sente em seu coração que deve propor matrimônio a uma mulher, deixe-o olhar para ela, pois é mais provável que promova intimidade entre eles.” (Musnad)

Proposta de matrimônio

O seguinte passo a seguir por um homem que encontrou uma candidata adequada, é realizar a proposta. No Islam, a proposta de matrimônio é simplesmente prometer que irá se casar; romper essa promessa sem uma razão válida seria desonestidade.

Se a mulher é viúva ou divorciada, o homem deve esperar pelo idda (período de espera) o qual será explicado mais adiante, em detalhes, em uma próxima lição.

A oração para buscar orientação (Istikharah) e buscar aconselhamento

O Profeta Muhammad nos ensinou a realizar uma oração especial, conhecida como Istikharah, a oração para buscar orientação ao tomar uma decisão. Essa oração é oferecida quando se busca orientação de Allah para tomar uma decisão importante ou quando precisa escolher algo em uma situação complexa. A oração Istikharah são duas unidades de oração com uma súplica especial que se faz ao terminar. Nessa súplica a pessoa pede a Allah para tomar a melhor decisão[1]. Além dessa oração, a pessoa deve pedir conselho àqueles que mais confia.

Contrato matrimonial

No Islam, o matrimônio é um contrato entre duas partes. Existem quatro condições básicas para a realização desse contrato e para sua validade, que são:

1.Consentimento do wali da mulher (guardião matrimonial)

2.Consentimento da mulher

3.Dois homens muçulmanos que serão testemunhas

4.A oferta de matrimônio e sua aceitação

O direito da noiva de receber o dote (Mahr)

No Islam, a esposa tem direito a receber de seu esposo um dote, conhecido em árabe como “mahr”. O que é o mahr? É um presente que o esposo deve entregar à esposa no momento da celebração do matrimônio, de sua própria vontade e sem esperar nada em troca. O mahr é um direito da esposa sobre o esposo e tal presente se converte em sua propriedade. Não há limite máximo ou mínimo para o mahr. É melhor mantê-lo em uma quantia que seja acessível e fácil de fazê-lo. O mahr pode ser qualquer coisa que ambas as partes aceitem. Pode ser simbólico, ou um imóvel ou carro, ou além disso. O Profeta indicou que inclusive um anel de ferro é suficiente se a esposa aceitar, ou ensinar alguns capítulos do Alcorão.

A festa de casamento (Walimah)

O esposo é muito encorajado a dar uma festa de casamento "walimah" em árabe. A festa é uma Sunnah estabelecida pelo Profeta Muhammad. Quando um de seus companheiros, Abdur-Rahman Ibn Auf contraiu matrimônio o Profeta instruiu: “Ofereça um jantar, para celebrar o casamento, mesmo que não consista em nada mais do que uma ovelha.”[2] Quando o Profeta se casou com Safiyah, ofereceu um jantar depois de três dias[3].

Quem deve ser convidado para a walimah? O esposo não deve diferenciar entre ricos e pobres. O Profeta de Allah disse: “A pior comida de uma festa de casamento é aquela a qual só os ricos foram convidados e os pobres foram evitados. E quem não responder ao convite, desobedeceu Allah e Seu Mensageiro.” (Sahih Al-Bukhari)



Notas de rodapé:

[1] Para mais informações sobre a Istikharah, veja:http://www.newmuslims.com/lessons/163/

[2] Sahih Al-Bukhari, Sahih Muslim

[3] Sahih Al-Bukhari, Sahih Muslim

Ferramentas da Lição
Ruim Ótimo
Fracassado! Tente mais tarde. Obrigado pela sua avaliação.
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Comente esta lição:: Manual do matrimônio Islâmico

Os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.