Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

A Peregrinação (Hajj) (parte 3 de 3)

Descrição: Um guia fácil de seguir, descrevendo os elementos essenciais que todo novo muçulmano deve conhecer sobre o Hajj, a maior peregrinação à Meca.

Por Abdurrahman Murad (© 2016 NewMuslims.com)

Publicado em 02 Jan 2020 - Última modificação em 16 May 2016

Impresso: 4 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 349 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Atos de Adoração > O Hajj


Objetivos

·       Aprender como fazer o Hajj.

Termos em árabe

·       Fajr, Dhuhr, Asr, Maghrib, Isha – São os nomes das cinco orações diárias no Islam. 

·       Hajj – A peregrinação a Meca, onde o peregrino realiza um conjunto de rituais. O Hajj é um dos cinco pilares do Islam, que todo muçulmano adulto deve executar pelo menos uma vez na vida, se tiver os meios financeiros e for fisicamente capaz.

·       Caaba – Estrutura de forma cúbica localizada na cidade de Meca. Serve como ponto principal para o qual os muçulmanos dirigem-se ao rezar.

·       Talbiyah – A proclamação que os muçulmanos entoam durante a peregrinação.

·       Sa'ee – É a caminhada e corrida entre as colinas de Safa e Marwa.

·       Eid – Festival ou celebração. Os muçulmanos celebram dois grandes feriados religiosos, conhecidos como Eid-ul-Fitr (que ocorre após o Ramadan) e Eid-ul-Adha (que ocorre na época do Hajj).

·       Tawaf – Circumambulação ao redor da Caaba.  É feita em sete circuitos. 

O 9° dia e além

ThePilgrimageHajj3.jpgO 9° dia é, verdadeiramente, um dia precioso, consequentemente, o peregrino deve usar cada momento dele de maneira produtiva! Uma das melhores coisas a fazer é suplicar a Allah por tudo que desejam nesta vida e na outra. Alguns podem achar inapropriado pedir a Allah por riquezas mundanas, mas não há pecado em fazê-lo. Na verdade, o Profeta, que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele, suplicou por Anas, que Allah o tenha em sua satisfação, dizendo: “Ó, Allah, aumenta-o em riqueza, e dá-lhe filhos, e abençoa-o nisto.[1]  Deve-se fazer um esforço extra para se arrepender e prometer a Allah que virarão uma nova página em suas vidas.  

No pôr do sol deve-se deixar a área de Arafat para Muzdalifah[2]. Já que o peregrino estará com o grupo do Hajj, eles podem sair um pouco mais cedo. Na chegada em Muzdalifah ele deve rezar as orações Maghrib Isha (combinando-as e encurtando esta última em duas unidades), permitindo-se, portanto, ter uma boa noite de descanso adiante. Um erro comum que muitos cometem é passar a noite conversando, tirando fotos ou navegando na internet. Isso é inapropriado, já que o Profeta, que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele, indicou que o peregrino deve passar sua noite descansando tanto quanto puder. Ele deve continuar dizendo a Talbiyah neste ponto da peregrinação. 

O 10° dia (o dia de Eid)

Este é um dia cheio de ação para o peregrino. A maioria dos rituais do Hajj são feitos aqui. É melhor que ele siga os rituais deste dia da maneira que o Profeta Muhammad o fez.

Ao levantar-se para a oração do Fajr e realizá-la, deve-se utilizar esse tempo para suplicar a Allah, assim como deve-se reunir 7 pequenas pedras do tamanho de 'grão-de-bico' para o ritual de apedrejamento que ocorre neste dia. Recomenda-se levar algumas a mais

Geralmente depois disso, o grupo Hajj leva os peregrinos de volta à Mina, onde apedrejam o pilar maior, o mais próximo de Meca. Esse pilar é conhecido como Jamaratul-Aqabah. Note-se que esses pilares não são o "diabo", mas simplesmente um pilar. Em relação à razão por trás desse ritual, podemos encontrar suas raízes na história do Profeta Abraão e Ismail, que a paz esteja com ambos. O diabo se aproximou de Ismail e tentou convencê-lo a desobedecer a seu pai nesses três locais. Hoje, a lapidação é conduzida em obediência ao mandamento de nosso Profeta. Com cada pedra lançada, uma é para dizer Allahu Akbar’.

Depois de apedrejar o Jamratul-Aqabah, deve-se fazer o sacrifício animal. Atualmente, esse processo é mais ou menos automatizado por meio de uma das grandes corporações que cuida disso em nome dos peregrinos. Uma vez que este passo é determinado, pode-se barbear ou aparar os cabelos uniformemente. Para as mulheres, é suficiente cortar uma pequena quantidade de cabelo. 

Depois que essas ações são concluídas, o peregrino dirige-se para a Haram para executar o que é conhecido como Tawaf Al-Ifaadah e o Sa'ee do Hajj. Estas são as cinco ações que se deve executar neste dia. Quando o Tawaf estiver prestes a ser realizado, deve-se parar de dizer o Talbiyah e dizer: “Allahu Akbar, Allahu Akbar, La ilaahah il-lal-lah.  Allahu Akbar, Allahu Akbar, Wa-lil-laahil-hamd”.  [3]

Devido à infinita misericórdia do Islam, o Profeta nos deu permissões que facilitam para nós esse grande empreendimento. Imagine, se todos os peregrinos tivessem que seguir rigorosamente essa ordem, que imensa e massiva dificuldade haveria sobre elas! De fato, o Profeta foi abordado por muitos companheiros que o informaram que eles não fizeram as ações deste dia em sua sequência. O Profeta disse-lhes: “Você pode fazer isso, e não há pecado sobre ti!” Um Companheiro chegou-lhe e disse: “Ó Profeta de Allah, eu realizei Sa'ee antes de fazer o Tawaf!” O Profeta disse: "Você pode fazer isso, e não há pecado sobre ti![4]

Se este for o primeiro Hajj dos peregrinos, eles devem ficar com seus grupos. Perder-se durante qualquer fase do Hajj será uma experiência memorável que você não desejará ter!

O 11°, 12°  e13° dia

Esses dias são conhecidos como Dias de Tashriq: “Esses são os dias de comida, bebida e lembrança de Allah.”[5]

A ação principal que se fará nesses dias abençoados é o apedrejamento dos três Jamarat. As pedras para fazê-lo devem ser recolhidas da própria Mina. O peregrino encontrará uma variedade de tamanhos adequados sob os tapetes de suas próprias tendas! Uma vez que o sol se afasta do zênite, é hora de começar o ritual de apedrejamento. Começando com o menor conhecido como 'Jamarat as-Sughra', deve-se apedrejá-lo com sete pedras, dizendo 'Allahu Akbar' com cada um. Depois disso, deve-se afastar uma curta distância e fazer uma longa súplica; de fato, esse é um momento em que Allah a aceita.

Depois disso, o peregrino seguirá para o segundo pilar, conhecido como "Jamratul-Wusta", que é o pilar no meio. O que foi feito no primeiro pilar será repetido aqui. Após a súplica, seguiremos em direção a 'Jamratul-Aqabah' ou ao pilar mais próximo de Meca. O mesmo é feito aqui, exceto que não haverá súplica após o apedrejamento.

Com isso, o peregrino terá completado os rituais primários neste dia. Além disso, deve-se realizar cada oração em seu tempo, enquanto reduz orações de quatro unidades para duas unidades. Essas etapas são repetidas no 12º e no 13º dia, se você optar por permanecer o dia extra

Etapas finais

Allah, o Exaltado, diz:

“E invocai a Allah em dias contados. E, quem se apressa, e o faz em dois dias, não haverá pecado sobre ele. E quem se atrasa, não haverá pecado sobre ele. Isso, para quem é piedoso. E temei a Allah e sabei que a Ele sereis reunidos.” (2:203)

Com base nisso, pode-se concluir o Hajj no dia 12 ou 13. Se alguém optar por completar o Hajj no 12º dia, deve seguir em direção à Caaba após apedrejar o Jamarat e fazer o Tawaf de despedida.  

“Que o último ritual feito por você (antes de deixar Meca) seja o Tawaf ao redor da Casa (ou seja, a Caaba).”[6]

Se alguém sair no 13° dia, deve realizar esse ritual neste dia. Se um peregrino ficará em Meca por um longo período de tempo, ele deve executar este Tawaf antes de ir embora.  

Grandes recompensas

Perguntaram ao Profeta: “Qual é a recompensa de quem realiza os rituais no Hajj?” Ele respondeu dizendo: “Quando uma pessoa sai de sua casa por causa da realização do Hajj, a cada passo que dá, recebe uma recompensa ou Allah removerá um pecado de seu registro. Quando o peregrino se pôr de pé no Arafat, Allah descerá ao céu mais baixo e dirá: ‘olhe para os meus servos, empoeirados com cabelos despenteados. Vocês (os anjos) são minhas testemunhas de que Eu lhes perdoei todos os seus pecados, mesmo que sejam tão numerosos quanto as estrelas no céu, e tão numerosos quanto os grãos de areia no deserto de Aalij e quando alguém joga as pedras em Jamarat, Meus servos não saberão que recompensa tenho para eles até o Dia da Ressurreição!” Com cada fio de cabelo que cai da cabeça do peregrino (após ser barbeado), ele recebe uma luz no Dia da Ressurreição! Quando terminar o Tawaf de despedida, ele retornará ao estado de livre de pecados, como o dia em que nasceu.”[7]



Notas de Rodapé:

[1] Sahih Al-Bukhari

[2] Uma área entre Mina e Arafah. Os peregrinos ficam aqui depois de deixarem Arafat.

[3] Significado: Allah é o maior, não há divindade digna de adoração, exceto Allah, Allah é o maior, Allah é o maior, e todo louvor pertence a Allah.

[4] Abu Dawud

[5] Abu Dawud

[6] Sahih Muslim

[7] Targhib

Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.

Outras Lições neste Nível7