Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

Ummah: a nação islâmica

Descrição: Esta lição trata do conceito e da importância da Ummah, uma "família" extensa de irmãos e irmãs muçulmanos.

Por Imam Mufti (© 2015 NewMuslims.com)

Publicado em 06 Jan 2020 - Última modificação em 25 Jun 2019

Impresso: 5 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 341 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Interação Social


Objetivos

·       Entender como as pessoas definem "nós" e o "nós" islâmico.

·       Compreender os fundamentos da unidade islâmica e que a variedade cultural faz parte do Islam.

·      Aprender como você pode contribuir para unir e fortalecer a Ummah.

Termos em árabe:

·       As-Salamu Alaikum  Que a paz e as bênçãos estejam com você.

·       Dawah  Às vezes escrito como Da'wa. Significa chamar ou convidar outras pessoas para o Islam.

·       Hajj – É a peregrinação a Meca, onde o peregrino realiza um conjunto de rituais. O Hajj é um dos cinco pilares do Islam, e todo muçulmano adulto deve fazê-lo pelo menos uma vez na vida, se tiver os meios financeiros e for fisicamente capaz [de fazer essa viagem].

·       Kafir – (plural: kuffar) Incrédulo.

·       Salah – Palavra em árabe para indicar a conexão direta entre o crente e Allah. Mais especificamente, no Islam, refere-se às cinco orações diárias formais e é o ato de adoração mais importante.

·       Shahadah – Testemunho de fé.

·       Ummah – Refere-se a toda a comunidade islâmica, independentemente de raça, cor, idioma ou nacionalidade

Ummah.jpg Todos aqueles que compartilham uma visão de mundo são sempre agrupados e definidos como "nós". Um dos principais fatores que os une pode ser a cor da pele ou a raça. Para os racistas, o "nós" refere-se a ser branco, preto, indiano, árabe ou chinês. Para outros, esse "nós" depende de seu status social ou econômico, de sua linhagem ou de sua profissão. Para outros, pode depender das noções de progresso e crescimento que as pessoas têm em seu país e se elas são definidas como primeiro mundo, terceiro mundo, país em desenvolvimento, etc. Em alguns casos, as pessoas adotam sua identidade principalmente pela devoção a um indivíduo; Para os cristãos, por exemplo, é o amor de Cristo que os une.

Ummah de convite e Ummah de resposta

A palavra Ummah pode ser traduzida como "uma nação" ou "uma comunidade". Refere-se a duas categorias de pessoas: A "Ummah de convite (Dawah)" e a "Ummah de resposta".

A Ummah de convite inclui toda a humanidade, muçulmanos e não-muçulmanos. Todos eles merecem ouvir a verdade e receber convite para ela.

A outra Ummah, a resposta, é formada apenas por muçulmanos.[1]

Allah enviou seu Profeta Muhammad à Ummah de acordo com o primeiro significado, mas Allah só recompensará a Ummah de acordo com o segundo significado – aqueles que aceitaram o chamado do Profeta Muhammad.

Os 'nós muçulmanos'

Quem, então, é o povo muçulmano? São pessoas que se esforçam para se submeter a Allah. Sua verdadeira identidade é baseada em sua fé em Allah. Esse vínculo de fé é o fundamento mais importante para unir as pessoas em harmonia e alcançar os mais altos valores para os quais o ser humano foi criado.

Para os muçulmanos, o 'nós' não está vinculado a nenhuma identidade racial, de classe, regional, econômica ou linguística. A razão para isso é que essas identidades não fornecem nenhuma orientação sobre o que é bom e verdadeiro, por um lado, e o que é falso e enganoso, por outro.

O Alcorão declara que: "Os crentes são irmãos uns dos outros" (Alcorão 49:10). No Livro Sagrado, essa irmandade é chamada Ummah, uma palavra árabe que vem da raiz da "nação". Aqueles que praticam o Islam não se identificam como árabes, turcos, latinos, persas, semitas, berberes, curdos, uigures, pobres, ricos, oprimidos, brancos, negros, asiáticos, orientais ou ocidentais. Nenhum desses termos define o "nós" dos muçulmanos que pertencem à Ummah ou à comunidade universal de 1,6 bilhão de crentes, que contam entre sua família extensa para seus irmãos e irmãs na fé.

Os laços mútuos são muito fortes na comunidade muçulmana, formando uma "nação" que nosso Profeta Muhammad descreveu como "um corpo". Se uma parte do corpo fica doente, o resto também sofre. Em outra imagem, ele descreveu a comunidade como blocos de construção de um edifício, apoiando-se mutuamente enquanto trabalham juntos em direção a um objetivo comum.

A Ummah não pode aceitar em seu lugar qualquer pessoa que professe uma crença que vá contra os ensinamentos básicos do Islam. No entanto, você precisa ter muito cuidado em rotular alguém como kafir ou incrédulo e colocá-los fora do círculo do Islam. Você não pode rotular como incrédulo um muçulmano que professa a Shahadah, aja de acordo e cumpra os deveres obrigatórios do Islam.

A união ideológica que une a Ummah manteve a história do Islam no mesmo curso, apesar dos desafios intelectuais e militares, passados e presentes. Esses elementos deram à civilização islâmica e à unidade e estabilidade da cultura.

Unidade e variedade

Ao mesmo tempo, há uma riqueza e variedade extraordinária na cultura islâmica, uma vez que o código legal da religião pressupõe que tudo é permitido, a menos que seja especificamente proibido, e não vice-versa. Qualquer costume ou tradição que não contradiga os princípios do Islam pode ser facilmente incorporado à cultura de seu povo.

Dessa maneira, o Islam desencorajou o que é inaceitável e preservou os bons aspectos das culturas multiétnicas. Não procurou impor uma uniformidade total e monótona. Enquanto estabeleceu instituições islâmicas como o salah e promoveu o uso do árabe, não procurou obliterar idiomas locais, roupas, culinária, expressão artística ou arquitetura.

As instituições do Islam servem para fortalecer o sentimento de igualdade e fraternidade entre os crentes. As orações diárias na mesquita e na peregrinação ao Hajj demonstram a comunidade islâmica universal ou Ummah.

É por causa dessa unidade que um muçulmano pode viajar para qualquer canto do mundo islâmico e se sentir em casa entre os muçulmanos locais, apesar das diferenças de vestuário, idioma, comida e condições econômicas. Eles trocarão a mesma saudação de paz (As-salamu alaikum), poderão realizar o salah em congregação e receberão uma calorosa recepção que todo irmão na fé merece. Como muçulmano, você pertence a esta Ummah em virtude de sua fé em Allah por ter pronunciado a Shahadah.

O dever de todo muçulmano

Todo muçulmano tem o dever de trabalhar pela unidade e força da Ummah. Como indivíduo, você pode fazer o seguinte:

·       Adquirir e propagar o conhecimento do Islam.

·      Reformar-se para obter um corpo sólido, um bom caráter, um meio de vida honesto e um uso organizado de seu tempo e recursos.

·       Desenvolver uma atitude solidária com os outros e não os discriminar com base na cor da pele, no idioma que falam ou em seus sotaques.

·       Trabalhando com grupos que promovem os interesses dos muçulmanos e da humanidade.



Notas de rodapé:

[1] A palavra Ummah definida em "Termos árabes" acima é baseada neste significado. E este é o significado geralmente referido quando essa palavra é usada.

Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.