Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

Os direitos dos vizinhos no Islam (parte 1 de 2): o tratamento amável aos vizinhos

Descrição: Uma análise sobre como o Profeta Muhammad, que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele, e os sahabah trataram seus vizinhos.

Por Aisha Stacey (© 2014 NewMuslims.com)

Publicado em 02 Jan 2020 - Última modificação em 23 Feb 2015

Impresso: 2 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 301 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Interação Social > A Comunidade Muçulmana


Objetivos

·       Ver e entender como as relações de vizinhança refletem na comunidade em geral.

·       Compreender que bons vizinhos e preocupação com a vizinhança são uma bênção de Allah e devem ser mantidos e nutridos.

·       Perceber que a preocupação com os vizinhos significa para todos eles, não apenas os da mesma raça, etnia ou religião.

Termos em árabe

·       Hadith – (plural – ahadithÉ uma peça de informação ou uma história. No Islam é uma narrativa registrada dos ditos e ações do Profeta Muhammad e seus companheiros.

·       Sunnah – A palavra Sunnah tem vários significados segundo a área de estudo; contudo o significado que geralmente se lhe atribui é: palavras, ações e aprovações do Profeta.

·       Sahabah – Forma plural de "Sahabi", que se traduz em companheiros. Um sahabi, como a palavra é comumente usada hoje, é alguém que viu o Profeta Muhammad, acreditou nele e morreu como muçulmano.

The Rights of Neighbours in Islam 1.jpgEm um hadith autêntico, o tratamento bom e amável aos vizinhos está ligado à crença em Allah e aos princípios do Islam. O Profeta Muhammad disse que, "Para quem acredita em Allah e no Dia do Julgamento, é essencial que não prejudique seus vizinhos...” [1]  Assim, somos capazes de entender que os direitos dos vizinhos têm um status elevado no Islam, de fato a amada esposa do Profeta Muhammad, Aisha, narrou em outro hadith que o anjo Gabriel era tão insistente que os direitos dos vizinhos fossem respeitados que ele, o Profeta Muhammad, se perguntou se os direitos de herança seriam concedidos aos vizinhos próximos.

Os sahabah eram constantemente lembrados por palavras e ações que Allah e Seu mensageiro deram grande importância à consideração e tratamento amável dos vizinhos. O profeta Muhammad já teve um vizinho que o machucou e insultou em diversas oportunidades. Passados alguns dias e o Profeta não encontrou o homem, ele o visitou porque estava preocupado com o fato de o vizinho estar doente ou necessitando de ajuda. Foi assim que o Profeta Muhammad tratou seus vizinhos, mesmo aqueles que não eram seus irmãos e irmãs no Islam. Um bom vizinho é aquele que garante conforto, segurança e proteção. Isso é verdade independentemente da etnia ou religião dos vizinhos. As relações com a comunidade são muito importantes e devem ser capazes de transcender barreiras percebidas, como raça, religião ou filiação política.

A sociedade muçulmana, particularmente a sociedade criada na cidade de Medina, deu grande ênfase à coesão da comunidade. Se um membro da comunidade sofre, então toda a comunidade está em risco. No passado, vizinhos e membros da comunidade como um todo dependiam um do outro em tempos de conflito ou calamidade. Isso não está tão longe das situações em que nos encontramos hoje; os idosos morrem sozinhos e são esquecidos e os vizinhos passam fome amontoados a portas fechadas. Muitos problemas da comunidade como esses poderiam ser resolvidos pela preocupação com os vizinhos.

Recentemente, um grupo de garotos do ensino médio em Sydney, na Austrália, começou a cortar a grama e limpar os quintais de seus vizinhos idosos e desfavorecidos. [2]  Os meninos são muçulmanos; no entanto, a maioria de seus vizinhos não é. Que maneira nobre desses jovens seguirem os passos de seu amado Profeta. As pessoas do bairro falaram de sua surpresa e cautela inicial com as intenções dos meninos, mas com o tempo sentiram-se confortáveis. Boas relações de vizinhança é exatamente o que o Profeta Muhammad disse que era; uma alegria na vida de alguém.

Como podemos ver no exemplo de Sydney, os muçulmanos estão em uma posição única para dar às comunidades algo que muitas vezes falta, à medida que o mundo se aproxima do futuro: unidade da comunidade e um ambiente seguro. Como muçulmanos, sabemos que parte da obediência a Allah e Seu Mensageiro é garantir uma comunidade segura para todos. Não precisamos adivinhar maneiras de tornar isso uma realidade, mas somos capazes de seguir as orientações do Alcorão e da autêntica Sunnah.

Devido à importância de ter bons vizinhos, as pessoas costumam fazer perguntas antes de se mudarem para uma determinada área. Isso ocorre porque um tipo errado de vizinho pode tornar a vida miserável. Assim como um mau relacionamento com um vizinho pode tornar a vida miserável, um bom vizinho pode fazer exatamente o oposto. O Profeta Muhammad disse: “Entre as coisas que trazem felicidade ao crente nesta vida estão um vizinho justo, uma casa espaçosa e um meio de transporte confortável.”[3]  Se não tivermos certeza de como tratar nossos vizinhos, podemos olhar para os sahabah e tentar imitá-los de uma maneira que seja adequada ao nosso tempo e lugar.

O Profeta Muhammad disse a Abu Dahr que colocasse mais água ao caldo para poder oferecer um pouco aos seus vizinhos.[4] Abdullah ibn Amr certa vez perguntou a seu servo após o abate de uma ovelha: "Você deu algum ao nosso vizinho judeu?”[5] O crente é incentivado a dar presentes, mesmo que tenham pouco valor monetário. O verdadeiro valor do presente é o espírito com o qual ele é dado. A entrega de presentes incentiva a amizade e boas relações de vizinhança. Quando a esposa do Profeta, Aisha, perguntou a quais vizinhos ela deveria enviar seus presentes, ele respondeu: “Àquele cuja porta está mais próxima da sua.”[6]  Embora os vizinhos mais próximos sejam aqueles de que devemos estar atentos em primeira instância, o Islam nos exorta a cuidar de todos os nossos vizinhos e a estar atentos à comunidade em geral.  

Existem vários ahadith que enfatizam a importância do tratamento amável para com os vizinhos. “O melhor dos companheiros de Allah é aquele que é melhor para o seu companheiro, e o melhor dos vizinhos para Ele é quem é melhor para o seu vizinho.” Mas e aqueles vizinhos que atrapalham o justo deleite a que uma pessoa tem direito em sua própria casa? O profeta Muhammad foi perguntado sobre uma certa mulher que rezou e jejuou mais do que lhe era obrigatório e doou generosamente em caridade, mas, infelizmente, ela não se absteve de falar severamente com os vizinhos. Ele a descreveu como estando entre as pessoas do inferno. Outra mulher foi descrita para ele, a qual não adorava mais do que era obrigatório e ele disse que ela era uma pessoa do Paraíso simplesmente porque era uma boa vizinha.[7]



Notas de rodapé:

[1] Sahih Al-Bukhari, Sahih Muslim.

[2] http://mobile.news.com.au/national/nsw-act/whipper-snipper-boys-will-do-your-lawn-for-free/story-fnii5s3x-1226908304459

[3] Sahih Al-Bukhari

[4] Sahih Muslim

[5] Ibid

[6] Ibid

[7] Sahih Al-Bukhari

Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.

Outras Lições neste Nível7