Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

Os frutos do taqwa (parte 2 de 2)

Descrição: O que nossos predecessores virtuosos pensavam sobre taqwa e algumas dicas para aumentar nossa consciência de Allah.

Por Aisha Stacey (© 2014 NewMuslims.com)

Publicado em 02 Jan 2020 - Última modificação em 26 Apr 2015

Impresso: 3 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 313 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Incrementar a Fé > Métodos para Incrementar a Fé


Objetivo:

·       Entender que o taqwa é um conceito Islâmico importante ao qual o indivíduo deve esforçar-se para manter-se fiel

Termos em árabe:

·        Alhamdulillah – Todos os louvores e agradecimentos são para Allah. Quando dizemos isso somos gratos e reconhecemos que tudo vem de Allah.

·       Hadith – (plural – ahadith) é uma peça de informação ou uma história. No Islam é uma narrativa registrada dos ditos e ações do Profeta Muhammad e seus companheiros.

·       Salaf – Este termo refere-se principalmente aos primeiros muçulmanos; ou seja, os companheiros do Profeta, seus sucessores e seguidores. Também inclui todos os que seguem seus passos até o Dia do Julgamento. 

·       Taqwa – Pavor ou temor de Allah, piedade, consciência de Deus. Descreve um estado de consciência de Allah em tudo que se faz.

FruitsofTaqwa2.jpgNa lição anterior, examinamos os frutos do taqwa observando vários versículos do Alcorão. Com isso, aprendemos que esta era uma característica desejável pela qual os crentes precisavam lutar; esse esforço, por sua vez, lhe traria inúmeros benefícios. Nesta lição, veremos o que os salaf tinham a dizer sobre taqwa. Esses homens, mulheres e crianças analisavam seu taqwa, mas nunca afirmavam tê-lo. Isso era algo que consideravam estar entre eles e Allah, porque Ele disse o seguinte no Alcorão: 

“...Então, não vos pretendais dignos: Ele é bem Sabedor de quem é piedoso (quem tem taqwa).” (Alcorão 53:32)

O Profeta Muhammad disse: "Taqwa é aqui" e apontou para o peito.[1] 

Umar ibn Abdul Aziz, o líder justo dos muçulmanos, disse: "Ninguém pode alcançar o ponto de taqwa até que não possua ação nem palavras que possam ser expostas para sua vergonha, neste mundo ou no outro mundo." Uma vez lhe perguntaram: "Quando o adorador atinge o pico de taqwa?" Ele respondeu: "Se ele coloca todos os seus pensamentos e desejos que estão em seu coração em um prato e depois circula pelo mercado, não deve sentir vergonha de nada lá." 

Umar ibn Al-Khattab perguntou a Ubay ibn Kaab sobre taqwa (piedade). O último disse: Já percorreu um caminho espinhoso? Umar respondeu: "Sim, de fato". Ubay então perguntou-lhe: “O que fez?” Umar respondeu: “Coloquei (minha roupa) e fiz o meu melhor (para evitar os espinhos)”. Então Ubay disse: "Isso é Taqwa."

Fudhayl ​​ibn 'Iyad (falecido em 803 E.C.), um ladrão que mudou sua vida por causa de Allah foi perguntado: "Em que país você gostaria que eu morasse?" Ele respondeu: "Não há conexão entre você e qualquer nação. O melhor país para ti é o que te ajuda a adquirir taqwa."

Sufyan ath-Thawri ibn Said (716-778 E.C.) era um sábio e jurista islâmico que também compilou ahadith. Um grande número de narrações lhes são atribuídas. Ele disse em relação ao taqwa: "Conhecemos um povo que adorava quando lhes era dito  Tema Allah, o Altíssimo, eles acatavam a isso submissamente, mas hoje percebe-se que as pessoas só ficam aborrecidas com isso!" Se observarmos o ano em que esse grande homem morreu, vemos que se passaram menos de cem anos após a morte do Profeta Muhammad. Nesse curto espaço de tempo, o taqwa já havia começado a perder sua importância. Compreender seu significado e como adquiri-lo é um conceito Islâmico muito importante.

Os califas do Islam aconselharam a si mesmos e aos que os cercavam a terem taqwa. Eles sabiam que temer Allah significava estar ciente de que Ele os observava o tempo todo, sabiam que não havia lugar para esconder um pecado, erro ou contravenção. Allah, o Misericordioso, vê nossas transgressões, mas nos trata com misericórdia sem fim, se tivermos taqwa sincero.

Abu Bakr disse em um sermão: ‘Eu os aconselho que temam Allah.[2] E quando ele estava morrendo, chamou  Umar e o aconselhou a temê-Lo.[3] Da mesma maneira, Umar escreveu ao filho dizendo: “Aconselho-te a temer Allah.”[4] Ali ibn Abi Talib aconselhou o líder de um de seus exércitos dizendo: “Aconselho-te com o temor de Allah, com Quem você, inegavelmente, se encontrará.”[5]

Lembre-se de que o taqwa incentiva o crente a desconfiar de qualquer coisa que desagrada a Deus. Taqwa também deixa um crente ansioso para agradar a Allah. A seguir, algumas coisas fáceis que podemos fazer para aumentar nosso taqwa:

1. Passe algum tempo todos os dias recitando o Alcorão.

2. Reflita sobre o significado das palavras de Deus e tente agir de acordo.

3. Lembre-se de Allah com palavras de louvor, como Alhamdulillah.

4. Tente manter-se ocupado praticando boas ações, lembre-se de que isso pode ser tão simples quanto sorrir.

5. Mantenha boa companhia. Tente estar perto daqueles que você acha que têm taqwa.

6. Tente ser humilde.

7. Adquira conhecimento religioso.

“…  E abastecei-vos; e, por certo, o melhor abastecimento é a piedade (taqwa). E temei-Me (tenha taqwa), ó dotados de discernimento!” (Alcorão 2:197)



Notas de rodapé:

[1] Sahih Muslim, At-Tirmidhi

[2] Relatado por al-Hakim em al-Mustadrak 

[3] Relatado por Abu Nuaym em Hilyah al-Awliya’

[4] Ibn Rajab al-Hanbali o mencionou em Jami’ al-Ulum wal-Hikam

[5] Relatado por al-Khilâl em Kitâb As-Sunnah

Teste e Navegação Rápida
Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.

Outras Lições neste Nível7