Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

A oração de sexta-feira (parte 2 de 2)

Descrição: O que um muçulmano precisa saber sobre a oração da sexta-feira - a oração semanal mais importante para os muçulmanos.

Por Imam Mufti (© 2012 NewMuslims.com)

Publicado em 12 Dec 2019 - Última modificação em 25 Jun 2019

Impresso: 2 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 360 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Atos de Adoração > As Orações


Objetivos:

·      Aprender 10 etiquetas e deveres sobre a sexta-feira.

Termos em árabe:

·       Salat ul-Jumuah - Oração da sexta-feira.

·       Dhuhr - Oração do meio dia.

·       Khutbah - Sermão.

·       Rakah - Unidade de oração.

·       Imam - Quem dirige a oração.

·       Adhan - A forma islâmica de chamar os muçulmanos às cinco orações obrigatórias.

Etiquetas e deveres na sexta-feira

1.       Vestir roupa limpa e ter um bom aroma

FridayPrayer2.jpgO profeta Muhammad disse: “Todo muçulmano deve tomar banho na sexta-feira e vestir sua melhor roupa e, se tem perfume, deve usá-lo.”[1]

2.      Enviar bênçãos ao Profeta 

É altamente recomendável enviar paz e bênçãos sobre o Profeta Muhammad no dia de sexta-feira, pois ele disse: “Invoquem bênçãos sobre mim muitas vezes na sexta-feira e na noite (que precede), pois eu serei testemunha e intercessor no Dia do Juízo para quem o faça.”[2]

Isto se faz simplesmente repetindo as palavras: Allahumma sal-ly wa sal-lim ‘Ala Muhammad.” Repetir essas simples palavras em qualquer momento durante a sexta-feira traz grandes benefícios, como foi mencionado pelo Profeta Muhammad.

3.       Aumentar a Súplica

O muçulmano deve aumentar suas súplicas durante a sexta-feira; pois há um momento nesse dia no qual Allah responde e atende a pessoa que Lhe pede. O Profeta disse: “Há uma hora na sexta-feira na qual não há pedido que o muçulmano faça que não seja atendido por Allah."[3]

Pode ser suplicado em qualquer idioma que queira. Os modos da súplica foram ensinados em lições passadas.

4.       Chegar cedo na mesquita

O Profeta Muhammad disse: “Quem tomar banho na sexta-feira, como aquele que se purifica da impureza sexual, e logo vai cedo a mesquita, é como aquele que oferece um camelo, o que chega depois é como aquele que oferece uma vaca, o que chega depois é como quem oferece um carneiro, o que chega depois é como quem oferece um frango, e quem chega depois é como quem oferece um ovo. Quando o Imam chega, os anjos entram para escutar a recordação (quer dizer o khutbah).”[4]

Se a pessoa chegar tarde, não deve passar por cima das pessoas que já estão sentadas em fileiras, nem separar duas pessoas que estão sentadas juntas, nem deve mover as outras pessoas para tomar seus lugares. Um muçulmano não deve caminhar diretamente em frente de uma pessoa que se encontra orando. 

5.       Sentar-se próximo ao Imam

A pessoa deve tratar de chegar cedo e sentar-se próximo ao Imam que dá o sermão. Sentar-se próximo ao Imam é melhor que sentar-se nas fileiras de trás ou se apoiar na parede. Se para um novo muçulmano parece ser difícil sentar-se sozinho no chão por meia hora ou mais, pode procurar um lugar mais cômodo, porém deve tratar de se acostumar a sentar próximo do Imam.

6.       Não converse durante a Khutbah

Deve-se prestar atenção e não falar durante o sermão, inclusive se está sendo proferido em árabe. Falar durante a oração de sexta-feira é um assunto muito sério. O Profeta Muhammad disse: “Se disser ao seu amigo: 'Fique em silêncio', enquanto o Imam está proferindo o sermão de sexta-feira, tu também terás realizado um ato reprovável.”[5]

Em outra narração, o Profeta disse: “…quem falar durante o sermão de sexta-feira é como se não tivesse assistido a oração."[6]

7.       Orar dois Rakahs ao entrar na mesquita antes de se sentar

Se chegar à mesquita cedo, deve orar dois rakahs antes de se sentar. Se chegar enquanto o Imam está proferindo o sermão, também deve orar porém de forma rápida. O profeta Muhammad disse: “Se alguém entra na mesquita na sexta-feira enquanto o Imam está proferindo o khutbah, deve realizar dois rakahs e deve fazer brevemente.”[7]

8.       Não comprar nem vender uma vez que tenha escutado o Adhan 

Essa proibição está baseada no Alcorão: 

“... ó crentes! quando for realizado o chamado da oração na sexta-feira, respondam o recordo de Deus e abandonem o comércio, isto é melhor para vocês, se soubessem!” (Alcorão 62:9)

9.    A oração de sexta-feira consiste em dois rakahs que são realizados depois do sermão feito pelo Imam. Quem perder esta oração deve realizar a oração de quatro rakahs relativa à oração do Dhuhr.

10.  Você pode orar dois ou quatro rakahs de Sunnah (recomendável) depois da oração da sexta-feira.

Fazer acordo com o empregador para ter um tempo livre para a Salat ul-Jumuah

Muitos muçulmanos usam o tempo de seus negócios, estudos, ou seu trabalho para assistir à oração de sexta-feira. A oração de sexta-feira é uma obrigação religiosa, e um muçulmano novo deve falar sobre ela em sua escola, ou com seu empregador para que lhes conceda um tempo para participar dela; poderia talvez repor as horas perdidas trabalhando um tempo extra durante a semana ou ficando até mais tarde na sexta-feira.[8]



Notas de rodapé:

[1] Sahih Al-Bukhari, Sahih Muslim

[2] Baihaqi

[3] Sahih Muslim

[4] Muwatta

[5] Sahih Muslim

[6] Abu Daud

[7] Sahih Muslim

[8] Para solicitar um conselho legal sobre esse assunto, comunique os centros islâmicos reconhecidos em seu país ou com as entidades governamentais encarregadas do assunto sobre a discriminação e leis laborais. 

(www.cair.com)

(www.caircan.ca)

(www.amcran.org)

Se o seu país não estiver listado, você pode entrar em contato com uma organização muçulmana de direitos civis em seu país para obter ajuda e orientação.

Teste e Navegação Rápida
Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.