Linguagens

Níveis

Ajuda ao Vivo Através do Chat

 

Sobre este Site

Bem-vindo ao site eLearning da New Muslims. Este site é para muçulmanos recém-convertidos que desejam aprender sua nova religião de uma maneira fácil e sistemática. As aulas estão organizadas em níveis. Então, primeiro vá para a lição 1 do nível 1. Estude-a e depois faça o seu teste. Quando for aprovado, vá para a lição 2 e assim por diante. Felicidades.

Comece Aqui

É altamente recomendável registrar-se para que suas notas e progresso sejam salvos.  Então, primeiro registre-se aqui, depois comece com a lição 1 no nível 1 e daí em diante passe para a próxima lição. Estude ao seu gosto. Cada vez que retornar a este site, clique no botão “Leve-me onde estava” (disponível apenas para usuários registrados).

A crença nos profetas

Descrição: Allah transmite Sua mensagem à humanidade através de profetas e mensageiros. Qual era a natureza desses mensageiros e a mensagem que eles trouxeram? Eles eram humanos com atributos divinos? Esta lição esclarece tais questões.

Por Imam Mufti

Publicado em 10 Dec 2019 - Última modificação em 25 Jun 2019

Impresso: 3 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 456 (média diária: 1)

Categoria: Lições > Crenças Islâmicas > Artigos da Fé


Pré-requisitos

·       Uma introdução aos pilares do Islam e aos artigos da fé (2 partes).

Objetivos

·       Aprender e compreender a necessidade e o propósito dos mensageiros enviados à humanidade.

·       Aprender o que significa acreditar nos mensageiros.

·       Familiarizar-se com a natureza dos mensageiros e a mensagem que eles trouxeram.

Termos em árabe

·       Tawhid  Atribuir unicidade e singularidade a Allah e descrevê-lo como sendo Um e Único, Seus nomes e atributos e Seu direito de ser adorado.

·       Sunnah  A palavra Sunnah tem vários significados, dependendo da área de estudo; no entanto, o significado geralmente atribuído a ela é: palavras, ações, aprovações e desaprovações do Profeta.

A crença nos mensageiros é um artigo exigido pela fé islâmica.

“O mensageiro crê no que foi revelado por seu senhor, e todos os crentes creem em Allah, em Seus Anjos, em Seus livros e em Seus mensageiros. Nós não fazemos distinção entre os Seus mensageiros." (Alcorão 2:285)

Allah transmite Sua mensagem aos humanos através de mensageiros. Eles formam uma união entre os humanos e os céus, no sentido de que Allah os escolheu para entregar Sua mensagem à humanidade. As mensagens divinas não foram transmitidas aos homens, exceto através dos mensageiros. É o sistema de comunicação entre o Criador e a criatura. Allah não envia anjos para cada indivíduo, nem ele "abre os céus" para que as pessoas possam subir para receber a mensagem. Sua forma de comunicação é através de mensageiros humanos que recebem a mensagem através dos anjos. Allah enviou homens apenas como profetas e mensageiros. Não houve anjos enviados com uma mensagem para a humanidade. Ele, Exaltado seja, disse:

‘Eles disseram: Por que não lhe foi enviado um anjo?se tivéssemos enviado um anjo (e assim mesmo não tivessem crido), estaria, então tudo terminado;não teria, sido tolerados. E se lhes tivéssemos enviado um anjo, tê-lo-íamos enviado na figura de homem, confundindo ainda mais com que já era, para eles, confuso.’ (6:8-9)

O que a crença nos mensageiros implica?

A fé nos mensageiros é acreditar firmemente que Deus escolheu homens moralmente justos para transmitir Sua mensagem e transmiti-la à humanidade. Bem-aventurados os que o seguiram; infelizes os que se recusaram a obedecer. Eles entregaram fielmente a mensagem, sem escondê-la, alterá-la ou corrompê-la. Rejeitar um mensageiro é rejeitar Quem o enviou. Desobedecer a um mensageiro é desobedecer Aquele que ordenou obedecê-lo.

Não acreditar em um mensageiro é como não acreditar em nenhum dos mensageiros. No versículo seguinte, Allah, o Exaltado, diz que o povo de Noé não acreditava em nenhum dos mensageiros, mesmo tendo recebido apenas ordens de seguir Noé:

‘O povo de Noé rejeitou os Mensageiros.' (Alcorão 26:105)

Mais especificamente, a crença nos mensageiros significa:

(1)  Allah enviou a cada nação um profeta dentre seu povo, para convidá-los a adorar a Allah exclusivamente e descartar os falsos deuses.

"E pergunta aos mensageiros que enviamos antes de ti: 'Porventura, foi-vos prescrito, em lugar do Clemente, deidades, para que fossem adoradas?'" (Alcorão 43:45)

Eles não adicionaram ou omitiram nada da Mensagem Divina.

"Acaso, incumbe aos mensageiros algo além da proclamação da lúcida Mensagem?" (Alcorão 16:35)

(2)   Acreditar naqueles que foram nomeados especificamente, como Muhammad, Abraão, Moisés, Jesus e Noé, que a paz esteja com todos eles. E manter uma crença geral em todos aqueles que não são mencionados pelo nome, já que Allah disse:

“Antes de ti, havíamos enviado mensageiros; as histórias de alguns deles te temos relatado, e há aqueles dos quais nada te relatamos.” (Alcorão 40:78)

Acreditamos que o mensageiro final foi nosso Profeta Muhammad e não há profeta ou mensageiro depois dele, como Allah disse no Alcorão:

“Em verdade, Muhammad não é o pai de nenhum de vossos homens, mas sim o Mensageiro de Deus e o postremo dos profetas; sabei que Allah é Onisciente.” (Alcorão 33:40)

O Profeta estipulou categoricamente:

“Não haverá profeta depois de mim.” (Sahih Al-Bukhari, Sahih Muslim)

Os profetas anteriores foram enviados com leis e mandamentos específicos para aquelas pessoas da época. O Profeta Muhammad, que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele, foi, no entanto, enviado com uma mensagem aplicável a todos os tempos, pessoas e lugares; portanto, não há necessidade de mais profetas por vir. Outra razão importante é que algumas nações receberam mais de um profeta por causa das mudanças que fizeram na religião. Como Allahh prometeu que os ensinamentos do Profeta Muhammad nunca sofrerão mudanças e sempre serão preservados no idioma original em suas fontes principais –o alcorão e a Sunnah– não há necessidade de outro profeta. Nos casos dos profetas anteriores, as escrituras foram perdidas ou sua mensagem foi corrompida a tal ponto que a verdade dificilmente poderia ser distinguida da falsidade. A mensagem do Profeta Muhammad é clara e preservada até o fim dos tempos.

(3)   Acreditar nos relatórios precisos que foram narrados pelos mensageiros. Para isso, os ensinamentos do Profeta Muhammad –a Sunnah– são preservados nos livros de hadith.

(4)  Seguir as leis do mensageiro que nos foi enviado, o último, o profeta Muhammad, que foi enviado a toda a humanidade. Allah diz:

"Então, por teu Senhor! Não crerão; até que te tomem por árbitro das dissensões entre eles, em seguida, não encontrem, em si mesmos, constrangimento no que julgaste, e até que se submetam, completamente." (Alcorão 4:65)

O propósito

Qual é o propósito de enviar mensageiros?

(1)   levar as pessoas da adoração de outros seres criados à adoração do Criador, da servidão da criação à liberdade de adorar o seu Senhor.

(2)   Esclarecer às pessoas o propósito de Sua criação: Adorar e servir a Allah, seu Criador. Não há outra maneira definitiva de encontrar o verdadeiro propósito da criação.

(3)  Estabelecer evidências contra a humanidade enviando mensageiros, para que as pessoas não tenham desculpas quando forem interrogadas no Dia do Juízo Final. Elas não podem dizer que não sabiam o que deveriam fazer nesta vida.

(4)  Revelar algo do 'mundo do invisível' além dos sentidos comuns e do universo físico, como o conhecimento de Allah, a existência dos anjos, a realidade do Dia do Juízo Final.

(5)  Fornecer aos seres humanos exemplos práticos para levar uma vida moralmente correta e reta, com um propósito específico, livre de dúvidas e confusão.

(6)  Purificar a alma do materialismo, pecado e negligência.

A mensagem

A mensagem mais importante de todos os profetas e mensageiros e seus respectivos povos era adorar a Allah apenas e exclusivamente e mais ninguém, submetendo-se à vontade de Allah. Todos eles –Noé, Abraão, Isaac, Ismael, Moisés, Arão, Davi, Salomão, Jesus, Muhammad e aqueles que nem conhecemos– convidaram pessoas a adorar a Deus e rejeitar falsos deuses.

Moisés declarou:

" Escute, Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor." (Deuteronômio 6:4)

Isso foi repetido 1500 anos depois por Jesus quando ele disse:

“O mais importante é: 'Ouça, Israel; o Senhor nosso Deus é um Único Senhor.'" (Marcos 12:29)

Finalmente, a declaração de Muhammad, cerca de 600 anos depois, ressoou pelas colinas de Meca:

“Vosso Deus e Um só. Não há mais divindade além d'Ele, o Clemente, o Misericordiosíssimo.” (2:163)

O Alcorão afirma claramente esse fato:

“Jamais enviamos mensageiro algum antes de ti, sem que lhe tivéssemos revelado que: Não há outra divindade além de Mim. Adora-Me, e serve-Me!” (21:25)

As leis que eles trouxeram diferiram, cada uma de acordo com seu próprio tempo e povo:

“Para cada um de vós, fizemos uma legislação e um plano." (Alcorão 5:48)

Mas a mensagem básica e central era a Unicidade de Allah, tawhid e adoração. Era o Islam. Islam em seu amplo sentido geral de submissão a Allah.

"Para Allah, a verdadeira religião é o Islam." (Alcorão 3:19)

Os portadores da mensagem

Allah escolheu o melhor entre os homens para entregar Sua mensagem. A profecia não é conquistada ou adquirida como se fosse um ensino superior. Allah escolhe quem O agrada com esse propósito.

Eles eram os melhores, moral, mental e fisicamente, protegidos por Allah de cair em pecados. Eles não erraram ou cometeram erros na transmissão da mensagem. Muitos profetas e mensageiros foram enviados a toda a humanidade, a todas as nações e raças, em todos os cantos do mundo. alguns profetas eram superiores a outros, alguns mensageiros se destacavam em relação aos demais. Os melhores dentre eles foram Noé, Abraão, Moisés, Jesus e Muhammad.

Alguns foram ao extremo em relação aos profetas. Alguns foram rejeitados e acusados de serem feiticeiros, loucos e mentirosos. Outros foram transformados em deuses por seus seguidores, atribuindo poderes únicos a Allah ou foram vistos como o filho de Deus como o que aconteceu com Jesus.

Na verdade, eles eram puramente humanos sem atributos ou poderes divinos. Eles eram os servos de adoração. Eles eram totalmente humanos, sem atributos ou poder divinos. Foram os servos que adoraram a Allah. Comeram, beberam, dormiram e viveram suas vidas como seres humanos normais. Eles não tinham o poder de fazer alguém aceitar sua mensagem ou de perdoar pecados. Seu conhecimento do futuro foi limitado ao que Allah lhes revelou. Eles não tiveram participação na direção dos assuntos do universo.

Ferramentas da Lição
RuimÓtimo  Avalie
| More
Deixe-nos sua Opinião ou Pergunta

Além disso, você poderá perguntar através do chat ao vivo disponível aqui.