Date: Wed, 2 Dec 2020 15:10:49 +0300 Return-Path: phpmailer@islamreligion.com To: you@you.com From: =?iso-8859-1?Q?Recomendar_Servi=C3=A7o_NewMuslim=2Ecom?= Subject: =?iso-8859-1?Q?Seu_amigo_assista_esse_video_recomenda_:_Preserva=C3=A7=C3?= =?iso-8859-1?Q?=A3o_da_Sunnah_(parte_1_de_4)?= Message-ID: X-Priority: 3 X-Mailer: PHPMailer [version 1.73] X-Original-Sender-IP: 3.238.107.166 MIME-Version: 1.0 Content-Type: multipart/alternative; boundary="b1_e9366da4f620fa310df12f76fb98f28a" --b1_e9366da4f620fa310df12f76fb98f28a Content-Type: text/plain; charset = "iso-8859-1" Content-Transfer-Encoding: 8bit Nível 3 :: Lesson 21 Preservação da Sunnah (parte 1 de 4) Descrição: Uma introdução à coleção de ahadith, sua conservação e transmissão. Parte 1: A preservação divina da Sunnah e a primeira etapa na coleção de ahadith. Por Imam Mufti Publicado em 02 Dec 2019 - Última modificação em 25 Jun 2019 Impresso: 4 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 437 (média diária: 1) Categoria: Lições > O Profeta Muhammad > Hadith e Sunnah Pré-requisito · Guia de Hadith e Sunnah para iniciantes. Objetivos · Introdução à coleção de hadith. · A necessidade e a razão da preservação divina da Sunnah. · Apreciar a transmissão de hadith, especialmente na forma escrita, durante a vida do Profeta Muhammad. · Identificar o método do Profeta para ensinar a Sunnah. · Identificar o método dos companheiros para aprender a Sunnah do Profeta. Termos em árabe · Hajj -A peregrinação a Meca, onde o peregrino realiza um conjunto de rituais. O Hajj é um dos cinco pilares do Islam, que todo muçulmano adulto deve executar pelo menos uma vez na vida, se tiver os meios financeiros e for fisicamente capaz [de realizar tal viagem]. · Zakat -Caridade obrigatória. · Sunnah -A palavra Sunnah tem vários significados, dependendo da área de estudo; no entanto, o significado geralmente atribuído é: palavras, ações e aprovações do Profeta. · Hadith (plural: ahadith) - É um relato ou uma história. No Islam, refere-se a um registro narrativo dos ditos e ações do Profeta Muhammad e seus companheiros. Depois do Alcorão, a Sunnah ou Hadith[1]é a segunda fonte da qual os ensinamentos e leis do Islam são extraídos. A Sunnah detalha todos os aspectos da vida de um muçulmano, incluindo a oração, o jejum, o Hajj, o Zakat, o casamento, o divórcio, a custódia dos filhos, a guerra e a paz. O indivíduo que abraça o Islam precisa da orientação do Alcorão e da Sunnah. Da mesma forma que um muçulmano é obrigado a aceitar e seguir o Alcorão, ele também é obrigado a aceitar e agir de acordo com a Sunnah do Profeta (que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele). A seguinte lição é uma introdução à coleção de ahadith e, embora não cubra todos os aspectos da preservação do hadith, a ênfase está principalmente em mostrar que os ahadith foram escritos e memorizados desde a época do Profeta e em destacar alguns dos esforços dos primeiros muçulmanos para preservar e transmitir esses ensinamentos. A preservação divina da Sunnah Allah, glorificado seja, diz no Alcorão: “Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador.” (Alcorão 15:9) Nesse versículo, "mensagem" refere-se a tudo o que Allah revelou, ou seja, o Alcorão e a Sunnah. Allah promete proteger o Alcorão e a Sunnah, e isso faz sentido, já que o Alcorão é a revelação final de Allah e o Profeta Muhammad (que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é o Seu último Profeta. No Alcorão, Allah ordena que os muçulmanos sigam a Sunnah, como vimos acima. Se a Sunnah não houvesse sido preservada, Allah estaria nos ordenando que fizéssemos algo impossível: seguir a Sunnah que não foi preservada ou que não existe! Posto que isso seria contraditório à justiça divina, é lógico que Allah tenha preservado a Sunnah. Como veremos nestas lições, Allah, através dos seres humanos, utilizou vários meios para preservar a Sunnah. Primeira etapa na coleção de ahadith Transmissão de Hadith durante a vida do Profeta A transmissão das palavras e ações do Profeta, de uma pessoa a outra, ocorreu por escrito e oralmente durante sua vida. De fato, o próprio Profeta costumava dar instruções sobre a transmissão do que ensinava. Há uma forte evidência histórica de que quando um povo abraçava o Islam, o Profeta costumava enviar-lhes um ou mais de seus companheiros que não apenas ensinavam o Alcorão, mas também explicavam como as ordens do Livro deveriam ser cumpridas na prática, isto é, ensinavam-lhes a Sunnah. Quando uma delegação de Rabia chegou nos primeiros dias de Medina, o Profeta concluiu suas instruções dizendo-lhes: "Lembrem-se disso e informem aos que deixaram para trás."[2]E em outro caso, instruiu: "Voltem para o seu povo e ensine-lhes estas coisas."[3] Também foi registrado que as pessoas foram ao Profeta para pedir-lhe professores que lhes ensinassem o Alcorão e a Sunnah, dizendo: "Envie-nos homens para nos ensinar o Alcorão e a Sunnah."[4] Na ocasião da peregrinação, o Profeta, depois de ordenar aos muçulmanos o dever de manter sagrada a vida, a propriedade e a honra de cada um deles, acrescentou: "Quem está presente aqui deve transmitir esta mensagem a quem estiver ausente."[5] Naturalmente, os companheiros do Profeta estavam plenamente conscientes de que deveriam seguir aSunnah, pois a ordem de obedecer ao Profeta em todos os assuntos também estava no Alcorão. Quando Mu'adh Ibn Jabal foi nomeado governador do Iêmen pelo Profeta, e lhe perguntaram como julgaria os casos, sua resposta foi: "Pelo livro de Allah". Então foi perguntado o que aconteceria se não encontrasse uma diretriz no Livro de Allah, ele respondeu: "Então, pela Sunnah do Mensageiro de Allah."[6] Portanto, a Sunnah foi reconhecida como uma orientação em assuntos religiosos durante a vida do Profeta. Ele costumava ensinar sua Sunnah principalmente de três maneiras: (1)Ensino verbal: O próprio Profeta foi o professor de sua Sunnah. Para facilitar a memorização e a compreensão de seus companheiros, ele costumava repetirtrês vezesas coisas importantes. Depois de ensinar seus companheiros, ouvia o que haviam aprendido. O povo de Medina hospedava os visitantes de outras tribos que iam em busca de instruções sobre o Alcorão e a Sunnah. (2)Ditado aos notários: Estima-se que o Profeta tinha 45 escribas a seu serviço. Com a ajuda deles, enviou cartas a reis, governantes, líderes tribais e governadores muçulmanos; algumas dessas cartas abordavam questões legais, como Zakat, impostos e atos de adoração. O Profeta ditou a vários companheiros, como Ali Ibn Abi Talib e Abdullah Bin 'Amr Bin Al Aas, e ordenou que uma cópia de seu khutba de despedida fosse entregue a Abu Shah, no Iêmen. (3)Demonstração prática: O Profeta ensinou como a ablução, a oração, o jejum e a peregrinação deveriam ser realizados. Em todas as questões da vida, o Profeta deu lições práticas com instruções claras para seguir seu exemplo. Ele disse: "Rezem como me vêem rezar" e "aprendam de mim os rituais de peregrinação do Hajj". Estabeleceu escolas, os guiou para que difundissem o conhecimento, instou-os a ensinar e aprender, nomeando as recompensas para professores e alunos. Da mesma forma, os companheiros utilizaram esses três métodos de aprendizado aplicados pelo Profeta para ensinar sua Sunnah: (a)Memorização: Os companheiros escutavam cada palavra do Profeta com a máxima atenção. Aprendiam o Alcorão e o hadith do Profeta na mesquita; quando o Profeta saía por alguma razão, começavam a repassar o que haviam aprendido. Anas Bin Malik, o servente do Profeta, disse: “Sentávamos com o Profeta, cerca de sessenta pessoas, aproximadamente, e ele nos ensinava o hadith. Mais tarde, quando ele saía para qualquer necessidade, o memorizávamos entre nós; quando nos íamos, era como se estivesse cultivado em nossos corações.”[7] Já que não era possível que todos eles assistissem aos círculos de estudo com o Profeta, os que assistiam ensinavam logo aos que não podiam participar. Alguns chegaram a um acordo entre eles para frequentar os círculos de estudo em turnos, como Omar fez com seu vizinho. Sulait, um dos companheiros, recebeu uma terra do Profeta; ele costumava ficar lá por algum tempo e depois voltava para Medina para aprender o que o Profeta havia ensinado em sua ausência. Costumava ter tanta vergonha de não ter frequentado as aulas do Profeta que o pediu que lhe tirasse a terra, pois isso o estava impedindo de frequentar os círculos de estudo.[8] (b)Registro escrito: Outra maneira pela qual os companheiros aprendiam os ahadith era colocando-os por escrito. O primeiro exemplo de registro dos ahadith pelos companheiros do Profeta é Sahifah, de Hummam Ibn Munabbih, que será discutido em uma lição posterior. O segundo exemplo é As-Sahifah As-Sadiqah, uma compilação de várias centenas de ahadith que pertenceu ao companheiro Abdullah Bin 'Amr Ibn Al-As. Abdullah disse: “Pedi permissão ao Mensageiro de Allah para registrar o que ouvi dele e ele me permitiu, e eu o registrei.”[9] O Musnad do Imam Ahmad tem 626 ahadith de Abdullah. Bukhari registrou 8 e Muslim 20, dos quais têm em comum 7. (c) A prática: Os companheiros costumavam colocar em prática o que memorizavam ou escreviam. É suficiente ressaltar que Ibn Omar levou oito anos para aprender a Surah Al Baqara.topic Notas de rodapé: [1]A palavra hadith é frequentemente usada também para o plural. [2] Mishkat. [3] Sahih Al-Bukhari. [4] Sahih Muslim. [5] Sahih Al-Bukhari. [6] Tirmidhi e Abu Dawud. [7] Khatib, al-Jami. [8] Abu ‘Ubaid, al-Amwal. [9] Ibn Sa’d. Endereço da web deste artigo: https://www.newmuslims.com/pt/lessons/83/Copyright (Direitos Autorais) © 2011-2012 NewMuslims.com. Todos os direitos reservados. --b1_e9366da4f620fa310df12f76fb98f28a Content-Type: text/html; charset = "iso-8859-1" Content-Transfer-Encoding: 8bit

Preservação da Sunnah (parte 1 de 4)

Descrição: Uma introdução à coleção de ahadith, sua conservação e transmissão. Parte 1: A preservação divina da Sunnah e a primeira etapa na coleção de ahadith.

Por Imam Mufti

Publicado em 02 Dec 2019 - Última modificação em 25 Jun 2019

Impresso: 4 - Enviado por E-mail: 0 - Vizualizado: 437 (média diária: 1)

Categoria: Lições > O Profeta Muhammad > Hadith e Sunnah


Pré-requisito

·      Guia de Hadith e  Sunnah para iniciantes.

Objetivos

·       Introdução à coleção de hadith.

·       A necessidade e a razão da preservação divina da Sunnah.

·       Apreciar a transmissão de hadith, especialmente na forma escrita, durante a vida do Profeta Muhammad.

·       Identificar o método do Profeta para ensinar a Sunnah.

·       Identificar o método dos companheiros para aprender a Sunnah do Profeta.

Termos em árabe

·       Hajj - A peregrinação a Meca, onde o peregrino realiza um conjunto de rituais. O Hajj é um dos cinco pilares do Islam, que todo muçulmano adulto deve executar pelo menos uma vez na vida, se tiver os meios financeiros e for fisicamente capaz [de realizar tal viagem].

·       Zakat - Caridade obrigatória.

·       Sunnah - A palavra Sunnah tem vários significados, dependendo da área de estudo; no entanto, o significado geralmente atribuído é: palavras, ações e aprovações do Profeta.

·       Hadith (plural: ahadith) - É um relato ou uma história. No Islam, refere-se a um registro narrativo dos ditos e ações do Profeta Muhammad e seus companheiros.

Depois do Alcorão, a Sunnah ou Hadith[1]é a segunda fonte da qual os ensinamentos e leis do Islam são extraídos. A Sunnah detalha todos os aspectos da vida de um muçulmano, incluindo a oração, o jejum, o Hajj, o Zakat, o casamento, o divórcio, a custódia dos filhos, a guerra e a paz. O indivíduo que abraça o Islam precisa da orientação do Alcorão e da Sunnah. Da mesma forma que um muçulmano é obrigado a aceitar e seguir o Alcorão, ele também é obrigado a aceitar e agir de acordo com a Sunnah do Profeta (que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele).

A seguinte lição é uma introdução à coleção de ahadith e, embora não cubra todos os aspectos da preservação do hadith, a ênfase está principalmente em mostrar que os ahadith foram escritos e memorizados desde a época do Profeta e em destacar alguns dos esforços dos primeiros muçulmanos para preservar e transmitir esses ensinamentos.

A preservação divina da Sunnah

Allah, glorificado seja, diz no Alcorão:

“Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador.” (Alcorão 15:9)

Nesse versículo, "mensagem" refere-se a tudo o que Allah revelou, ou seja, o Alcorão e a Sunnah. Allah promete proteger o Alcorão e a Sunnah, e isso faz sentido, já que o Alcorão é a revelação final de Allah e o Profeta Muhammad (que a misericórdia e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) é o Seu último Profeta. No Alcorão, Allah ordena que os muçulmanos sigam a Sunnah, como vimos acima. Se a Sunnah não houvesse sido preservada, Allah estaria nos ordenando que fizéssemos algo impossível: seguir a Sunnah que não foi preservada ou que não existe! Posto que isso seria contraditório à justiça divina, é lógico que Allah tenha preservado a Sunnah. Como veremos nestas lições, Allah, através dos seres humanos, utilizou vários meios para preservar a Sunnah.

Primeira etapa na coleção de ahadith

Transmissão de Hadith durante a vida do Profeta

A transmissão das palavras e ações do Profeta, de uma pessoa a outra, ocorreu por escrito e oralmente durante sua vida. De fato, o próprio Profeta costumava dar instruções sobre a transmissão do que ensinava. Há uma forte evidência histórica de que quando um povo abraçava o Islam, o Profeta costumava enviar-lhes um ou mais de seus companheiros que não apenas ensinavam o Alcorão, mas também explicavam como as ordens do Livro deveriam ser cumpridas na prática, isto é, ensinavam-lhes a Sunnah.

Quando uma delegação de Rabia chegou nos primeiros dias de Medina, o Profeta concluiu suas instruções dizendo-lhes: "Lembrem-se disso e informem aos que deixaram para trás."[2] E em outro caso, instruiu: "Voltem para o seu povo e ensine-lhes estas coisas."[3]

Também foi registrado que as pessoas foram ao Profeta para pedir-lhe professores que lhes ensinassem o Alcorão e a Sunnah, dizendo: "Envie-nos homens para nos ensinar o Alcorão e a Sunnah."[4]

Na ocasião da peregrinação, o Profeta, depois de ordenar aos muçulmanos o dever de manter sagrada a vida, a propriedade e a honra de cada um deles, acrescentou: "Quem está presente aqui deve transmitir esta mensagem a quem estiver ausente."[5]

Naturalmente, os companheiros do Profeta estavam plenamente conscientes de que deveriam seguir a Sunnah, pois a ordem de obedecer ao Profeta em todos os assuntos também estava no Alcorão. Quando Mu'adh Ibn Jabal foi nomeado governador do Iêmen pelo Profeta, e lhe perguntaram como julgaria os casos, sua resposta foi: "Pelo livro de Allah". Então foi perguntado o que aconteceria se não encontrasse uma diretriz no Livro de Allah, ele respondeu: "Então, pela Sunnah do Mensageiro de Allah."[6]

Portanto, a Sunnah foi reconhecida como uma orientação em assuntos religiosos durante a vida do Profeta. Ele costumava ensinar sua Sunnah principalmente de três maneiras:

(1)  Ensino verbal: O próprio Profeta foi o professor de sua Sunnah. Para facilitar a memorização e a compreensão de seus companheiros, ele costumava repetir três vezes as coisas importantes. Depois de ensinar seus companheiros, ouvia o que haviam aprendido. O povo de Medina hospedava os visitantes de outras tribos que iam em busca de instruções sobre o Alcorão e a Sunnah.

(2)  Ditado aos notários: Estima-se que o Profeta tinha 45 escribas a seu serviço. Com a ajuda deles, enviou cartas a reis, governantes, líderes tribais e governadores muçulmanos; algumas dessas cartas abordavam questões legais, como Zakat, impostos e atos de adoração. O Profeta ditou a vários companheiros, como Ali Ibn Abi Talib e Abdullah Bin 'Amr Bin Al Aas, e ordenou que uma cópia de seu khutba de despedida fosse entregue a Abu Shah, no Iêmen.

(3)  Demonstração prática: O Profeta ensinou como a ablução, a oração, o jejum e a peregrinação deveriam ser realizados. Em todas as questões da vida, o Profeta deu lições práticas com instruções claras para seguir seu exemplo. Ele disse: "Rezem como me vêem rezar" e "aprendam de mim os rituais de peregrinação do Hajj". Estabeleceu escolas, os guiou para que difundissem o conhecimento, instou-os a ensinar e aprender, nomeando as recompensas para professores e alunos.

Da mesma forma, os companheiros utilizaram esses três métodos de aprendizado aplicados pelo Profeta para ensinar sua Sunnah:

(a)  Memorização: Os companheiros escutavam cada palavra do Profeta com a máxima atenção. Aprendiam o Alcorão e o hadith do Profeta na mesquita; quando o Profeta saía por alguma razão, começavam a repassar o que haviam aprendido. Anas Bin Malik, o servente do Profeta, disse:

“Sentávamos com o Profeta, cerca de sessenta pessoas, aproximadamente, e ele nos ensinava o hadith. Mais tarde, quando ele saía para qualquer necessidade, o memorizávamos entre nós; quando nos íamos, era como se estivesse cultivado em nossos corações.”[7]

Já que não era possível que todos eles assistissem aos círculos de estudo com o Profeta, os que assistiam ensinavam logo aos que não podiam participar. Alguns chegaram a um acordo entre eles para frequentar os círculos de estudo em turnos, como Omar fez com seu vizinho. Sulait, um dos companheiros, recebeu uma terra do Profeta; ele costumava ficar lá por algum tempo e depois voltava para Medina para aprender o que o Profeta havia ensinado em sua ausência. Costumava ter tanta vergonha de não ter frequentado as aulas do Profeta que o pediu que lhe tirasse a terra, pois isso o estava impedindo de frequentar os círculos de estudo.[8]

(b)  Registro escrito: Outra maneira pela qual os companheiros aprendiam os ahadith  era colocando-os por escrito. O primeiro exemplo de registro dos ahadith pelos companheiros do Profeta é Sahifah, de Hummam Ibn Munabbih, que será discutido em uma lição posterior. O segundo exemplo é As-Sahifah As-Sadiqah, uma compilação de várias centenas de ahadith que pertenceu ao companheiro Abdullah Bin 'Amr Ibn Al-As. Abdullah disse:

“Pedi permissão ao Mensageiro de Allah para registrar o que ouvi dele e ele me permitiu, e eu o registrei.”[9]

O Musnad do Imam Ahmad tem 626 ahadith de Abdullah. Bukhari registrou 8 e Muslim 20, dos quais têm em comum 7.

(c)  A prática: Os companheiros costumavam colocar em prática o que memorizavam ou escreviam. É suficiente ressaltar que Ibn Omar levou oito anos para aprender a Surah Al Baqara.

topic



Notas de rodapé:

[1] A palavra hadith é frequentemente usada também para o plural.

[2] Mishkat.

[3] Sahih Al-Bukhari.

[4] Sahih Muslim.

[5] Sahih Al-Bukhari.

[6] Tirmidhi e Abu Dawud.

[7] Khatib, al-Jami.

[8] Abu ‘Ubaid, al-Amwal.

[9] Ibn Sa’d.

Endereço da web deste artigo:
https://www.newmuslims.com/pt/lessons/83/
--b1_e9366da4f620fa310df12f76fb98f28a--